miércoles, 28 de septiembre de 2016

Quien Calla Otorga DIY Fest 2016

Más una edición de Quien Calla Otorga DIY Fest, en Mendonza, Argentina:
QUIEN CALLA OTORGA DIY FEST 2016: Un año más de autogestión
Dia 01:
Sábado / 08 octubre - 18h00 a 23h30
* Implore (Alemania / Grindcore)
* Apostles Of Perversion (España / Death Metal)
* IDC
* Templo de la Serpiente

En Crack Taller de Arte (Guaymallen, a cuadras de la terminal - dirección por privado)


Dia 02:
Domingo / 09 octubre - 18h00 a 23h30
Versus de bandas: 2 bandas al mismo tiempo:
* Vivomuerto (San Juan)
* IDC
* Teacheche
* Casa
*Volt
* Cimarrón (San Juan)
* Piorrea
* Reacción

En Maipunk (Calle Palma 1000, Maipu)

lunes, 26 de septiembre de 2016

Messiahlator - Doom Forever [16]


Ontem recebemos um email do bro Brett, guitarra do Messiahlator, banda oriunda de Edmonton, segunda maior cidade de Alberta, Canadá. A banda conta na sua discografia com uma Demo, um 10", 3 lançamentos em K7 (tape), e há pouco acaba de lançar Doom Forever 7" - tudo isso de 2010 a 2016.
Doom Forever conta com 4 músicas, é um play bruto, sujo e rápido: metalpunk caceteiro unindo da melhor forma possível crust-death com thrash, para pogar, "bater cabeça" e chutar fascistas pelas ruas à fora.
Quase toda a discografia desse power trio está disponível gratuitamente para download no bandcamp da banda.
FB - BC.

Desastre - Mini tour SP 2016

A banda goiana Desastre, através da articulação de nosso amigo Bonga (Fear Of The Future, Helvetin Viemarit, Kroni e cia), estará fazendo uma mini tour no começo de outubro pelo estado de SP.
Nas palavras do próprio Bonga: "o quarteto de Goiânia após 9 anos volta pra cá (SP). A banda completou 20 anos no último mês de agosto e tem LPs, CDs, K7s e EPs lançados por selos dos Estados Unidos, Espanha, Alemanha, República Tcheca, Brasil, etc [...] eles tocam uma mistura empolgante de punk com heavy/thrash metal com letras de total desesperança".

Serão 3 datas, conforme flyer acima, exceto por uma mudança: no sábado eles tocarão em Jandira. Confiram nos links abaixo:
07/ 10 (sexta-feira) - 2º MetalPunk Fest: Desastre, Retaliador, Atroz, Dischavizer e Banni Conflict - Centro Cultural Zapata - Capital.





09/ 10 (domingo) - 1º MetalPunk Chaos Destruction: Desastre, Ódio Social, Retaliador e Satan Livre - Mogi Mirim.


viernes, 23 de septiembre de 2016

Imminent Chaos - Days Of Disgust [16]


Demorou um pouco, mas, perto de completar 15 anos de atividade, a garotada da Imminent Chaos (São Carlos /SP) anuncia o lançamento de seu novo full: Days of Disgust - nome, diga-se de passagem, mais que apropriado para brindar ao 'tempo feliz' em que vivemos. 
E nós, Crust Or Die, temos orgulho de participar na co-edição desse trampo, mais uma vez ao lado da Back On Tracks e outrxs amigxs.
O álbum deve ver a luz oficialmente em pouquíssimo tempo, mas, enquanto isto não acontece, aqui vocês podem conferir um pouco do que lhes aguarda em Days Of Disgust: estão disponíveis 5 petardos bem variados, todos executados com maestria. Dessa vez farei diferente do costumeiro e utilizarei bandas distintas para fazer referências às músicas dos meninos, aproveitar esse molejo e desenvoltura que os caras têm para transitarem tão bem entre tantas vertentes sem, no entanto, soarem sem identidade - ao contrário. 
Então vamos lá: temos músicas à la Ação Direta - na fase mais madura, que pra mim corresponde aos álbuns Revolta/repúdio/confronto/ resistência e Massacre Humano - com um hardcore bruto, ora veloz, ora mais arrastado, com aquela mescla de vozes foda, no entanto mais metalizado e pesado, como em Ascension: primeira faixa disponível no bandcamp; há também um tanto de Wolfpack e Escato, como em Labuta, onde somos devorados por um crustcore furioso - talvez para nos lembrarmos como a "labuta diária em busca de sobrevivência" nos consome,  Na faixa título do CD (Days Of Disgust) tome mais hardcore, dessa vez bem mais arrastado e quebrado: algo que me faz recordar as bandas do cenário NY da linha do BioHazard: seria moshcore? metalcore? pouco importa, a execução é perfeita! Se essas referências não forem suficientes para vocês: tem Agathocles pra esfarelar o pogo... sim, Agathocles: power cover de More Patches Than Brains.

Confiram o que há, e aguardem ansiosos, como eu, a chegada completa de Days of Disgust!
FB - BC

lunes, 19 de septiembre de 2016

Escöria - Desgraça Coletiva [2015]


Escöria é uma banda de longa estrada dentro do cenário punk brasileiro. Banda oriunda da cidade de Rio Grande / RS, entre idas e vindas, continua ativa desde o ano de 1996. Em 2015 sacaram o EP Desgraça Coletiva - este que vos apresento, que consta de 4 temas gravados no estúdio da própria banda, seguindo à risca o D.I.Y, mas não há nada de mal feito ou mal gravado, ao contrário, os caras têm esmero no que fazem. O bom velho hardcore punk / crustcore crítico e raivoso.

O EP apresenta na primeira faixa o ruído Indústria da Farmácia: crítica forte à manipulação da indústria farmacêutica, ao monopólio dos grandes grupos que produzem - em grande escala - o veneno e a promessa de cura. Seguem firmes depois com o 12 Horas: crítica à escravidão moderna chamada trabalho; Anonymous: onde abordam de modo irônico a crítica que muitos fazem sobre os black blocks e grupos de atuação política mais radical (mascarados) e fecham o "bang" com a faixa Desgraça Coletiva que dá nome ao EP. Segue abaixo a letra da mesma:

É o cheiro da pobreza,
da desgraça coletiva,
dos corpos caídos,
das ideias esvaídas.

O cheiro dos homens,
das mulheres esquecidas,
na areia sucumbindo
a tristeza adormecida

Libertando a alma
da carne apodrecida,
de uma vida de dor,
sem graça, sem vida

no dia a dia
os muros refletem
o homem comum:
imagens da vida

imagens da vida
fudida, ralada,
sem volta, perdida,
sem graça, sem vida
A banda conta hoje com a seguinte formação: Marcelo (guit e voz), Salvador (baix e voz), Martins (bateri e voz) e Leandro (guit e voz). Logo menos prometem lançar um novo material.
Contacte a banda através:
FB - SC - EMAIL. Download do EP aqui!

jueves, 8 de septiembre de 2016

Nel Distruggere La Gabbia - Benefit Anticarcerario


Compilado anticarcerário sacado agora (06 de setembro) e composto por 38 bandas italianas. Algumas delas são velhas conhecidas nossas: Contrasto, Ü, Kalashnikov, Repressione, Nihilistic Waves, além de uma porrada de bandas que nunca ouvi. Abaixo segue uma nota - em italiano - copiada do bandcamp onde o compilado se encontra disponível:

"Il carcere mette concretamente in atto una separazione etica, prima che architettonica, fra il cittadino e chi devia (o è sospettato di deviare) dalla norma. E' quindi il simbolo portato alle sue estreme conseguenze dell'esclusione di classe nella società borghese. Il carcere non è la soluzione, ma un problema. Non tramuta i “delinquenti” in “perfetti cittadini”; non corregge gli errori, non ne cancella le conseguenze, non può risolvere ciò che ha origine nella società che l'ha creato, basata sulla prevaricazione e sul saccheggio. Mostra la fragilità, l'insicurezza di un'autorità che teme che il suo castello di carta crolli, che non può permettersi d'esser messa in discussione e che quindi non può fare a meno di criminalizzare, punire e provare a rendere invisibile chi si allontana dai suoi percorsi predeterminati attraverso il crimine o attraverso la lotta rivoluzionaria.

Il carcere è la riproduzione in piccolo di un esistente che è una grande prigione. Un esistente che vogliamo radicalmente diverso. La volontà di tutti e tutte coloro che hanno partecipato a questa raccolta è che del carcere non restino che macerie fumanti. Con tanto amore verso tutt* i/le reclus*, e con la certezza che tante e tanti l* rivedremo presto in strada con noi, questa è l'espressione dei nostri sentimenti più devastanti."



Spikers - In Coffins [16]

Para aquelxs aficionadxs por bandas embebidas em Discharge, Motorhead e muito thrash, aí está uma excelente pedida: da distante Kiev, Ucrânia, apresento-vos a Spikers. In Coffins é o seu mais novo álbum, gravado entre janeiro e julho de 2016: uma gravação 'fina', e 7 músicas muito bem executadas. Foi lançado em julho deste ano, em tape, pela No Sanctuary Records e Fuck The Mainstream Records.
Spikers é um power trio composto por:
Lord Humungus - vocal, Walking Dude - guitarras e baixo, Shaitan - bateria.
Segue o set list:
1. Anarchy Road, 2. Blade of the Ripper, 3. Cannibal Holocaust, 4. In Coffins, 5. Motley Glue, 6. Planet of Decayed e 7. The Outlaw.
Pelos títulos das faixas já se pode ter ideia do que esperar dos caras. Todas as músicas + letras estão disponíveis no bandcamp da banda, confiram no link!
Vocês podem contactá-los através do bandcamp.

lunes, 5 de septiembre de 2016

Repressione - Fuoco

Pela segunda vez os italianos da Repressione, hardcore crust desde Bologna, figuram no nosso blog. Há algum tempo divulgamos o debut "...rumore e rabbia". Agora é a vez do seu novo álbum: Fuoco, sacado em março deste ano (2016). Mais uma vez eles nos apresentam um disco violento, a começar pela estética, e a violência segue tanto na sonoridade como nas letras. São 10 sons, 9 de autoria própria e um cover da Contrasto (Mai piu senza fucile) que, diga-se de passagem, ficou muito bom . A temática de sempre: anti-polícia, anti-estado, anti-capitalista, um clamor pela liberdade através do caos (o caos libertador!). Já a sonoridade, em geral, mostra um grupo mais maduro: algumas músicas estão mais extensas que no álbum anterior (a faixa mais extensa marcava 1m32s), o que abriu espaço para que os Repressione mostrassem que vão muito além do grind e hardcore punk veloz.
Particularmente, eu gostei muito mais deste álbum. Fuoco apresenta uma gravação muito melhor que Rumore e Rabbia; Fuoco,  é menos punk, leia-se dançante, e muito mais crust, assim, podem se preparar para ruídos com tons muito mais dark, obscuros e cadenciados, guitarras mais pesadas, sem no entanto abandonar a brutalidade do play fast or die: são inúmeras as passagens grind revezadas com um crust enegrecido, culminando na faixa Spero venga la guerra (0m40s).
Os coros de várias vozes em uníssono também marcam boa parte das faixas e faz com que você tenha vontade de cantá-las com eles, hehehe...
Destaco as faixas Ferocemente, Fuoco... cammina con me, e Vetri Infranti.
DL!

martes, 30 de agosto de 2016

Depravation - Feast With The Rats

Aí está, mais uma puta banda dessa boa safra oriunda da Alemanha. Depois da pausa de 2015, a Depravation voltam com tudo neste ano e nos apresenta seu novo álbum Feast With The Rats, lançado neste mês de agosto pela Per Koro Records: one sided vinyl 12", 180gr, com um silkscreen fodido no lado B, uma arte belíssima (by Gravedweller) e 4 sons matadores que demonstram bem o quanto a banda tem evoluído nesta curta estrada.
Fundada em 2011, Feast With The Rats (Banquete com os ratos) é o 4º lançamento dessa banda de Gießen. Eu já estava ansioso, pois a última música que havia escutado, With Dead Eyes to See, do split com a Slowly We Rot, é foda demais!! Neste álbum (12" EP) a qualidade compensa, mais uma vez, a pequena quantidade de músicas. Ou seja, o banquete é para quem ouve!
As letras carregam a marca da banda, uma visão realista (talvez alguns achem pessimista ou niilista) da sociedade atual, do mundo como um todo, em que buscamos a todo tempo por saídas que parecem não existir, ou estão muito bem escondidas: É angústia e dor do começo ao fim, hehehe! Musicalmente, destaco as faixas 3: Submerge, e a 4: Merest, mas todas as 4 músicas estão muito bem construídas, e mostram o que a banda faz de melhor: misturar hardcore crust, black e death numa medida excelente, que lhes é muito peculiar e justifica toda a atenção que se deposite sobre a banda.

Aqui, deixo pra vocês um pedacinho da letra da excelente Merest (faixa 4):
"Eu não temo a morte
O que eu temo é a vida

Num mar de mentiras
eu tento escapar,
evitar o inevitável,
mas eu continuo afundando,
eu continuo indo mais longe,
a escuridão me circunda
num mar de mentiras."

BC!
BUY!

jueves, 4 de agosto de 2016

Bosna - Jamás el ser humano (2016)

Gravado e sacado em 2016 (ao menos en formato digital), Jamás el ser humano, é o debut álbum de Bosna, excelente banda neocrust oriunda de Madrid. A temática principal da banda, ao que percebi, gira em torno de guerras e destruição (apartheid ocidente x oriente; assassinato em massa por petróleo, etc), lembrando muito às bandas d-beat, mas a sonoridade, como expliquei, passa longe. A banda trata claramente sobre o sentimento de impotência diante da falta de possibilidades de mudanças frente ao estado lamentável ao qual chegou a humanidade, o que dá toque um tanto pessimista à lírica, muito bem expressado, diga-se de passagem, através da parte sonora, principalmente nas faixas 1 (Ecos da Tormenta - que tem uma introdução belíssima), da faixa 5 (La tumba del mar nuestro) e a faixa 6, que carrega o nome do álbum.
DL // BC!

Gig punk - Buk Porão

GIG PUNK
COM:
* RANCOR
* KALMIA
* ORELHA SECA
* UNDERHAZE

06/08/16 - 18H00 - R$ 5,00
BUK PORÃO, RUA DO PASSO 37, PELOURINHO, SALVADOR, BAHIA

Rap Solidario (06 - agosto)

--- ¡¡ PURO PINCHE RAP SOLIDARIO !! ---
A BENEFICIO DE ESPACIOS AUTOGESTIVOS

*M. REBELDE
*MVP'S
*TxVxMxOxRx
*FLOR ETEREA
*TO CUIC LIBRE
*CRISMO VOCES CLANDESTINAS
*EL VATHO
*SHOTAS EVERYWHERE CREW
*AGAROFOBIA

- VENTA DE MATERIAL ANARQUISTA, COMIDA VEGANA Y REPOSTERIA VEGANA !

GRACIAS A LOS PROYECTOS QUE ESTÁN PARTICIPANDO, SE SOLIDARIZAN Y SE MANTIENEN DE PIE EN ESTA PINCHE GUERRA.

DIFUNDE Y CAILE...!
MIRA en Shitbook!


jueves, 30 de junio de 2016

Fear of the Future - ST LP (16)


Ok. faz alguns "anos" que não postamos nada aqui, sem justificativas nem mimimi, rs, voltamos com o que tínhamos que voltar, gente bêbada, desgovernada e sem fé, do jeito que nós gostamos. Fear of the future traz em seus acordes sujos e pogantes tudo aquilo que queremos dizer, melhor, gritar: foda-se! rs. O segundo full dessa banda paulistana, lançado pela crust-or-die e outras selos, conta com 12 músicas que compõem bem o cenário de onde vieram, ouvir fear of the future é como andar pelas ruas numa noite fria e com um goró quente na mão. Bem característico, com guitarradas sujonas, batidas punk rock, e uma pegada bastante heavy  , fear of the future é a banda para se ouvir no sábado a noite, no talo, com seu goró e um belo dedo do meio para essa sociedade bosta!

Bom, não colocaremos o album para download, mas vocês podem conferir 5 das 12 faixas no Band camp da galera,

A música noite fria contou com um vídeo clipe produzido por Joaquim da distro De Bike No Velô (nossa parceira).


miércoles, 20 de abril de 2016

INTO THE DARKNESS III - Gig

CRUST OR DIE apresenta:

Evento de caráter anti-fascista e em prol da união sadia entre punx e bangers.

Bandas:
* Mácula (Blackened Crust - Simões Filho/Camaçari)
* Black Cascade (Black Metal - Salvador)
* Heretic Execution (Death Metal - Salvador)
* Escarnium (Death Metal - Salvador)
* Sakhet (Metal Punk - Niterói, Rio de Janeiro)

+ banquinhas com materiais diversos (vinis, tapes, cds, tshirts, patches, zines, etc)
+ banquinhas com deliciosos lanches vegETARIanos

21.05.2016
15h30 // R$ 20,00

APOIE SUA CENA - SEJA A CENA!

martes, 19 de abril de 2016

Venezia Hardcore 2016

VENEZIA HARDCORE 2016

14 de maio, em Marghera, Veneza/Itália, acontece esse lindíssimo festival com uma porrada de bandas fodas: Dead Swans, Raein, Viooent Reaction, The Mild (distribuído no Brasil por nós: Crust Or Die) e muitas outras. Se você vive perto deste local, ou estiver passando por lá neste período, não perca a oportunidade de prestigiar e apoiar esta iniciativa.
Support your local scene, be your scene!

More infos about: Here!
The Mild page.
Venezia Hardcore page.